Ferramentas que não pode faltar no seu kit doméstico

Ferramentas que não pode faltar no seu kit doméstico

 

Realizar pequenos reparos em casa não é um bicho de sete cabeças. Quando precisamos fazer alguns reparos em nossa residência podemos economizar fazendo nós mesmo. Pendurar quadros na parede, apertar o parafuso de uma poltrona, fixar prateleiras, trocar tomadas e interruptores ou trocar a resistência do chuveiro são exemplos de pequenos consertos que você mesmo pode fazer e evitar gastos extras com profissionais e técnicos.

 

Mas fique sempre atento, se o conserto for mais complicado, não se arrisque, pode ser perigoso. Neste caso, procure ajuda de um técnico. Em consertos e reparos simples, tendo as ferramentas ideais, você mesmo consegue resolver!

 

Ter um Kit básico de ferramentas é indispensável para te socorrer quando você menos espera e facilitar o seu dia a dia.

 

Vamos listar aqui 11 ferramentas essenciais e como usa-las, confira:

 

1 - Alicate universal: O alicate é uma das ferramentas mais versáteis da lista. O alicate possui cabo com isolamento elétrico, e lamina de corte resistente. Utilizado para prender, enrolar, puxar, segurar, cortar e torcer vários tipos de materiais.

 

 

2 - Parafusadeira a bateria (e seus acessórios): A parafusadeira a bateria é uma ferramenta muito útil para uma variedade de trabalhos, utilizada para parafusar e desparafusar computadores, moveis e aparelhos domésticos. As parafusadeira à bateria domesticas conseguem ter ângulo e entrar em lugares que as parafusadeiras profissionais não entram. Um kit de parafusadeira à bateria mais acessórios é indispensável para sua lista.

 

3 - Chave inglesa: A chave inglesa é uma ferramenta que facilita mecanicamente a aplicação do torque para girar parafusos e porcas. Tem como principal característica poder assumir diferentes tamanhos por meio da regulagem da distância das fendas, muito utilizada em reparos de bicicletas porem pode ser utilizada uma chave combinada no seu lugar.

 

 

4 – Trena: A trena é uma ferramenta muito importante em sua caixa de ferramentas, muito utilizada para medir ambientes, mobília e etc. Mas não serve aquela trena de 2 m que você ganhou junto com um chaveiro, escolha um modelo profissional de no mínimo 5 m.

 

 

5 - Martelo: O martelo é uma das ferramentas mais conhecidas, utilizada para retirar ou colocar pregos em paredes ou superfícies, mesmo com todas opções de fixação que temos hoje sem utilizar pregos, uma hora ou outra vamos precisar do martelo para retirar ou recolocar os que já temos.

 

6 - Chave de fenda :  A chave de fenda é uma ferramenta indispensável para você ter em sua casa ou em seu escritório, pois a grande maioria dos objetos e utensílios apresentam parafusos. Portanto, ela deve fazer parte da sua caixa de ferramentas. É uma ferramenta utilizada para apertar ou afrouxar parafusos. Mas lembre-se, há vários tipos de cabeças de parafusos. Nós comumente, chamamos todas as chaves que tem a função de apertar ou afrouxar parafusos, como apenas “chave de fenda”.

 

Se você se deparar com um parafuso  que tenha uma cabeça de fenda, vai usar sim a chave de fenda. Porém, se o parafuso apresentar cabeça de fenda cruzada, você precisará de uma chave Phillips e se o parafuso apresentar uma cabeça sextavada, você vai usar uma chave Allen.

 

Tanto a chave de fenda, quanto a Phillips são formadas por uma haste metálica que apresenta uma ponta ativa e um cabo de plástico ou acrílico para a empunhadura da ferramenta. Normalmente, o cabo tem ranhuras para um melhor apoio da mão.

 

 

As chaves podem apresentar isolamento elétrico de 1.000v, para serem utilizadas com segurança em trabalhos que envolvam rede elétrica.

 

 

Outra chave importante é a do tipo soquete ou canhão, que permite operar em locais de difícil acesso e onde os parafusos são embutidos. Sua ponta ativa parece um copinho.

 

 

Falando nisso, há também a chave busca-pólos, que além de apertar parafusos, serve para detectar corrente elétrica, ascendendo uma luz no seu interior quando em contato com eletricidade.

 

7 - Chave de Teste: Ela serve para identificar qual é o fio Fase (positivo) e qual é o fio Neutro (negativo) no seu sistema elétrico. Na tomada existem dois "furos", um do fio Fase e outro do Neutro. Ao colocar a chave no buraco do fio Fase e lâmpada da chave deverá acender.

 

 

8 – Furadeira: Como o próprio nome diz, a furadeira é uma ferramenta elétrica com a função de fazer furos em diversos tipos de materiais, concreto, madeira e metal. O que pouca gente sabe, é que a ferramenta também pode ser usada para outras funções como alargamento e rebaixamento.

 

 

A diferença entre as furadeiras convencionais e as de impacto é a potência e a indicação de uso. Furadeiras de impacto são apropriadas para trabalhos mais pesados, perfuração de superfícies mais resistentes, como concreto, alvenaria e pedra.   Ainda possuem a função “martelete” que, quando acionada, potencializa a perfuração.

 

Com menor potência, as convencionais, portáteis ou elétricas, são as mais comuns, indicadas para pequenos consertos ou tarefas domésticas.  As portáteis são mais fáceis para transportar, característica que facilita o uso em locais de difícil acesso, sem energia elétrica. Os dois modelos são apropriados para perfurar materiais de baixa resistência como madeira, metais, paredes, plásticos, entre outros.

 

9 - Parafusos e Pregos: Para a maioria dos projetos de reparos são necessários fixadores, pregos e parafusos. E há muitos de cada tipo para se escolher! Por isso é indicado que tenha uma variedade de pregos e parafusos. Organize por tamanho e tipo em pontinhos dentro da caixa de ferramentas.

 

10 - Fita Isolante: A fita isolante é utilizada para isolar conexões e outros componentes elétricos, garantindo maior segurança para quem manuseia aparelhos elétricos ou está trabalhando com algum reparo que envolve energia elétrica . A qualquer hora você pode precisar.

 

11 - Nível de mão: Indicado para alinhar a instalação de quadros, prateleiras, armários, perfurar paredes e outros objetos.

 

 

E não se esqueça da caixa de ferramentas para organizar e transportar as peças. Escolha um modelo resistente e com espaço extra para suas futuras ferramentas.

 

 

Dor de cabeça para furar paredes, instalar lustres e suportes, fixar um espelho no banheiro, desmontar a mesa para a mudança? Esqueça!  Com essas dicas de ferramentas  básicas indispensáveis, você está super preparado para colocar a mão na massa e fazer reparos e consertos simples sem complicação.